Entenda de uma vez por todas o que é Business Intelligence

Otimizar as decisões internas é um importante passo para evoluir como empresa. Uma das maneiras de fazer isso é utilizar a tecnologia como aliada, buscando inovação nos métodos de análise dos problemas. Assim, é possível reduzir custos e erros, mantendo um controle maior dos dados relevantes em cada cenário, além de otimizar a comunicação e o faturamento. 

Nos tempos modernos, essa é quase uma regra, visto que as outras companhias seguem o mesmo caminho. Nesse sentido, é fundamental saber o que é Business Intelligence e como esse conceito pode ajudar. Analisaremos a definição dessa ferramenta e abordaremos informações a respeito do assunto nos próximos tópicos. Confira!

O que é Business Intelligence?

Business Intelligence (BI) é um conceito também chamado de inteligência de negócios ou inteligência empresarial. Como o termo denota, o objetivo é gerar conhecimento para a gestão acerca de questões referentes à empresa como um todo.

Ou seja, trata-se de um conjunto de estratégias, abordagens e ferramentas tecnológicas utilizadas para coleta, organização e processamento de dados para a tomada de decisão.

Histórico

O BI representa uma evolução com relação ao modelo tradicional de decisões, focado em lideranças individuais. No passado, o foco era mais voltado à intuição e à experiência de determinados líderes, o que supria as necessidades, mas não garantia um grau muito alto de certeza. 

Com o tempo, essa abordagem começou a se tornar insuficiente, já que a concorrência aumentou bastante, e as outras organizações começaram a buscar maior precisão para as suas escolhas. Aliado a isso tivemos também a ascensão da computação, com ferramentas diversas sendo incorporadas ao processo de trabalho. Aplicações também estavam sendo usadas pelas pessoas em todos os âmbitos, gerando incontáveis dados.

Ou seja, com mais informações envolvidas, as decisões se tornaram ainda mais complexas, com muitas variáveis a serem analisadas, o que requeria ainda maior cuidado e menos erros. Por conta disso, ferramentas especiais foram pensadas para lidar com bases massivas de informações, a fim de coletar e organizar esses dados e extrair valor deles.

Funcionamento

O BI considera aspectos importantes, como as necessidades dos clientes, condições do mercado e fatores econômicos, que contornam as situações e oferecem maior amplitude à visão dos gestores antes de cada decisão. O foco é trazer a TI para mais perto das decisões.

Assim, são aplicados relatórios, gráficos, indicadores e outros componentes que ajudam a identificar padrões, falhas e tendências. O Business Intelligence está associado ao uso de painéis interativos, flexíveis e customizáveis que concentram as informações relevantes e auxiliam nas escolhas.

Quais são os benefícios do BI?

Então quais são as vantagens de investir em uma cultura de dados com o BI? Vamos à resposta nesta seção.

Menos erros

Inteligência de negócios é sinônimo de menos erros nas análises diárias, já que conta com automação na concentração dos dados e geração de valor. Ademais, o próprio BI ajuda a encontrar falhas nos processos internos, o que facilita a eliminação dessas inconsistências no ambiente produtivo.

Quanto aos erros nas decisões, eles também são atenuados. Com as ferramentas de Business Intelligence, o gestor conta com uma segurança maior de que conseguirá alcançar os objetivos esperados com cada ação. Tudo isso é amparado por uma visão completa do passado e do presente, além de métodos estatísticos robustos.

Agilidade

Também é possível otimizar a agilidade nas operações internas, eliminando gargalos e problemas que impeçam o fluxo natural. O BI concentra as informações em locais relevantes, permitindo que os colaboradores tenham acesso e consigam compreender o que veem sem dificuldades. É possível estudar a produtividade da empresa e entender os pontos falhos em busca de evolução.

Predição

Para uma melhor gestão de riscos e oportunidades, o BI permite prever o futuro e identificar o que pode acontecer. Com a análise dos dados e a busca por padrões relevantes, a companhia é capaz de compreender as causas dos acontecimentos passados e mensurar a probabilidade de que eles venham a ocorrer no futuro. Também é possível estabelecer o grau de risco de outros eventos.

Assim, a empresa consegue se preparar e definir estratégias a fim de mitigar problemas e eliminá-los antes de se tornarem uma dificuldade maior. Da mesma maneira, dá para alinhar os investimentos e planejar um foco em determinadas áreas que possam ser lucrativas. 

Satisfação dos clientes

Com as ferramentas do BI, os gestores conseguem entender melhor seus clientes e otimizar os processos de relacionamento com eles. Dessa forma, a companhia fala a língua do público e adota abordagens que satisfaçam suas preferências e que estejam de acordo com seus hábitos. Tudo isso contribui para fidelizar e agradar o consumidor, gerando valor constante para ele.

A principal implicação é o aumento de vendas e de faturamento. Mais consumidores satisfeitos significa que eles se tornarão recorrentes, e o custo de aquisição de novos negócios será bem menor. 

Qual é a diferença entre Business Intelligence e Business Analytics?

Quando falamos em BI, precisamos abordar outro conceito similar, o Business Analytics (BA). A diferença entre eles é crucial para otimizar a compreensão.

Enquanto o BI se encarrega dos métodos e de toda a ciência por trás da coleta e organização de dados, o BA foca a prática, as ações de análise e a extração de valor propriamente dita.

Business Intelligence se concentra em encontrar as informações, buscando-as em diversas fontes, ao passo que Business Analytics envolve usar estatísticas para prever o que pode ser feito e gerar insights práticos.

Assim, o BA tenta descobrir padrões e sugerir ações específicas, enquanto o BI é focado em compreender as causas históricas dos eventos. O BA utiliza análises matemáticas e modelos descritivos, ao passo que o BI usa métricas e indicadores. 

Como colocar o BI em prática?

Pode parecer complexo, mas é possível, sim, implantar Business Intelligence em uma organização. O processo de adaptação requer uma mudança que será muito importante para a empresa, pois vai prepará-la para as demandas do mercado. 

Inicialmente, é fundamental mudar a cultura interna da organização e investir em uma metodologia data-driven. É preciso acabar com o foco estrito em intuição e experiência e começar a criar o hábito de fazer perguntas aos dados e obter deles as respostas necessárias, visando a uma boa tomada de decisão. Para isso, é interessante envolver a equipe e treinar as pessoas acerca desses assuntos.

Então a empresa pode escolher uma ferramenta que ajude a integrar informações e coletá-las. Aliás, é preciso sempre acompanhar a solução a fim de evoluir os resultados.

Outro aspecto importante é a governança dos dados, o que garante que haja um controle maior do que é coletado. Essa questão é relevante, visto que, atualmente, coletar informações pessoais de clientes requer um cuidado maior, pois as leis de privacidade pedem mais transparência

Assim, é importante mapear os processos, conhecer a finalidade de cada dado e gerenciar muito bem o ciclo de vida deles. 

Saber o que é Business Intelligence é dar um passo rumo à organização da tomada de decisões de uma empresa. O cuidado com esse aspecto representa um propulsor da inovação e da evolução da companhia no mercado, com a garantia de melhores resultados e menos erros.

Além disso, visto que outras organizações já estão fazendo uso da Business Intelligence, essa implantação é também uma questão de ganhar competitividade no mercado.

Gostou do conteúdo e da forma como abordamos o assunto? Acompanhe-nos nas redes sociais e continue ligado em nossas atualizações! Estamos no Instagram e no LinkedIn.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.